O trigésimo quarto episódio da 10ª temporada da série, a temporada Power Rangers Wild Force, é um episódio especial de comemoração do décimo aniversário da série. O episódio tem o título "Forever Red" e conta com a presença de todos os Red Rangers que já tinham existido na série até então, com excepção do Rocky. O episódio foi exibido a 5 de Outubro de 2002.

Sinopse do episódio: Quatro anos após a destruição do Machine Empire, os membros sobreviventes do império tentam destruir a Terra para se vingarem. Os Red Rangers unem forças para os enfrentar e tentar evitar que eles sejam bem sucedidos.

Resumo do episódio: Na Lua um grupo de robôs fazem umas escavações e estão a ser vigiados pelo Andros (o Red Space Ranger) que acaba por ser descoberto e tem que fugir. Mais tarde, o Bulk e Skull conversam num bar e recebem uma chamada que não tardam a passar ao Tommy (o Zeo Ranger V Red). Entretanto, o Carter (o Red Lightspeed Ranger) vai ter com os Wild Force Rangers e recruta o Cole para uma importante missão. Os dois vão até às instalações da NASADA, onde o Cole logo revê o Wes (o Red Time Force Ranger) e o Eric (o Quantum Ranger), sendo que também não tarda a que o T.J. (o Red Turbo Ranger) e o Andros se juntem a eles. Eles logo contam ao Cole que estão ali porque todos os Red Rangers foram chamados pelo Tommy, que será o líder da missão que eles terão pela frente. O Tommy conta que os robôs que faziam parte do Machine Empire e que sobreviveram à sua destruição estão reunidos na Lua preparando um ataque onde pretendem destruir a Terra. Os sete preparam-se para entrar na Astro Megaship Mark II para irem até à Lua quando o Andros lembra que falta um Red Ranger e o Tommy diz que esperava que ele ali estivesse, mas que se calhar ele não pode aparecer, contudo não tardando a que o Jason (o Mighty Morphin Red Ranger) apareça e se junte aos outros Red Rangers. Os oito partem para a Lua, onde os robôs já conseguiram desenterrar a Serpentera, um poderoso Zord, que em tempos pertenceu ao Lord Zedd, com o qual pretendem destruir a Terra e vingar a destruição do King Mondo que era o líder do Machine Empire. Enquanto isso, em Mirinoi o Leo (o Red Galaxy Ranger) retira a sua Quasar Saber da pedra onde ela está, estando pronto para se juntar aos outros Red Rangers, sendo que o Andros não tarda a dizer que o Aurico (o Red Aquitar Ranger) também não tardará a juntar-se a eles. O Tommy (com a ajuda do Alpha 7) explica aos outros qual é o plano do Machine Empire e eles não tardam a chegar à Lua entrando numa batalha com um grupo de Cogs, não tardando a que o Leo e o Aurico se juntem a eles. Os dez Red Rangers usam, então, os seus poderes de Power Ranger e enfrentam os cinco generais que pretendem destruir a Terra. Quatro dos generais acabam por ser destruídos, mas o quinto acaba por fugir e entra na Serpentera tentando-a levar em direcção à Terra. O Cole usa, então, a sua Wild Force Rider e vai atrás da Serpentera sendo capaz de a destruir, salvando, assim, a Terra, para alegria de todos os outros Red Rangers. De regresso à Terra, o Tommy agradece a ajuda de todos e parte de seguida. O Cole comenta que o Tommy, de facto, é o melhor Power Ranger de todos, o que faz os outros soltar uma enorme gargalhada. O T.J. diz que ele não punha as coisas naqueles termos, pois foi ele que o teve que substituir. O Jason diz que era ele que fazia o trabalho todo enquanto o Tommy andava aos beijos com a Kimberly. O Carter diz que pelo menos agora o Tommy já tinha um bom corte de cabelo. O Eric diz que o Quantasaurus Rex dele comeria o Dragonzord do Tommy. O Leo diz que ajudou a descobrir uma nova galáxia. O Wes diz que mudou o rumo da história e que por isso não percebe porque é que o Tommy tem um clube de fãs e ele não. E o Andros diz que ajudou a salvar dois mundos.

Ler outros artigos em:

0 comentários :

Enviar um comentário